quinta-feira, 23 de junho de 2016

Arranjada a estrada de acesso ao Tromelgo

            Depois de muita polémica, reuniões ao mais alto nível, intervenções de grupos defensores e amigos da Mata Nacional (Pinhal do Rei), artigos em jornais, reportagens na televisão, intervenções nas redes sociais, e, sobretudo, do “jogo do empurra” acerca de quem queria fazer e não podia ou quem podia fazer e não queria, lá se arranjou o acesso ao Tromelgo.
            Finalmente foi aberta hoje a circulação automóvel com um novo tapete de asfalto, não se limitando apenas ao simples tapar dos buracos.
            Parabéns a quem o fez e ou a quem o deixou fazer. Pena é que não se tenha podido alargar um pouco. Veremos agora quanto tempo vai durar se continuar a ser atravessado por veículos de grande tonelagem, que por vezes ali circulam.
            Por outro lado, nas estradas da grande Mata, também vi alguns melhoramentos, com alguns buracos tapados e também com alguns pequenos troços com tapete novo. É certo que alguns destes são troços onde no próximo fim-de-semana vai passar o Rali Vidreiro - Centro de Portugal, mas ao menos valha-nos isso.
            Também algumas fontes foram recentemente pintadas, o que já não é mau, porém, antes da pintura, deveria ter havido uma cuidada intervenção ao nível do edificado.
            Mas falta ainda arranjar muitas estradas, principalmente mais para norte, nos acessos ao Ponto de Vigia da Crastinha, antigo areeiro, Estrada dos Vidreiros e outras ali à volta. Porém, não sendo uma zona turística como a Ponte Nova ou o Tromelgo, poderemos estar perante um problema de maior envergadura, principalmente se não houver vontade de o fazer ou de o deixar fazer. Haja boa vontade e consenso e tudo se fará.
            E, voltando ao Tromelgo, para quando melhoramentos no parque de merendas e zona envolvente e a reconstrução da célebre fonte, tão tristemente arruinada e abandonada?

Acesso ao Tromelgo

2 comentários:

  1. Admiro muito a sua paciência e a sua perseverança a tratar de casos como este e outros...

    ResponderEliminar
  2. Embora já não viva na Marinha Grande,mas em criança vivi aí dez anos e é a terra onde nasceu minha Mãe ! Em pequenina o Tromelgo era mesmo um paraíso, anos 50. A Quinta feira da Ascenção todo o mundo da MG ia festejar para o belo Tromelgo ! Em minha casa bebíamos a água da Fonte do Tromelgo. Havia quem a vendesse porta a porta em cântaros de barro e era a água que bebi na minha infância. Quando vou à Marinha Grande vou visitar o Tromelgo, mas está uma "sombra" daquilo que conheci na minha infância e de onde guardo gratas recordações !Às vezes interrogo-me se eu, que não nasci na MG, sinto tanta tristeza de ver esta zona que foi tão bela, num lugar tão degradado....Os que nasceram e vivem nesta terra, como nada sentem, nada têm feito e aceitam tudo. E aquela Fonte de boas águas da Ponte Nova, onde ainda há bem poucos anos, se faziam filas para encher garrafões. Que se passa? Mesmo de Lisboa, já fiz telefonemas a ver se percebo o que aconteceu...mas ninguém se mostra interessado em saber ! Portanto felicito a pessoa, ou pessoas, que meteram mãos à obra e finalmente tenho conhecimento que a estrada de acesso ao Tromelgo foi arranjada! Ainda bem que ainda existem pessoas que têm interesse nestes belos locais! Os meus sinceros parabéns!E que continuem, em benefício da vossa Terra!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...