quinta-feira, 6 de março de 2014

Os poços do Pinhal do Rei

            Construídos pelos Serviços Florestais a partir de 1909, estes poços, tal como as fontes, tinham a função de matar a sede aos trabalhadores do Pinhal e aos seus animais. Estes poços eram providos de bombas manuais para tirar água, e de grandes tanques para o gado beber. A maior parte deles já não existe. Recordem-se por exemplo o poço do Zé Bernardo, dos Sete, das Crastas, do Fogo Velho, etc. Os muito poucos que ainda existem encontram-se quase destruídos.
            À saída da Marinha Grande, pela Guarda Nova, em direcção a S. Pedro de Moel, encontra-se ainda em relativo estado de conservação o Poço dos Sete, por muitos conhecido, talvez devido à sua cor, por “Poço Branco”, embora já sem o tanque que se vê na fotografia abaixo. Nesta fotografia é visível a linha do antigo Comboio de Lata que, naquela altura, por ali passava.


O Poço dos Sete – anos 30 do Séc. XX

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...