terça-feira, 12 de março de 2013

Dom Dinis - "O que vos nunca cuidei a dizer"

            Diz uma antiga expressão popular portuguesa que “D. Dinis fez tudo quanto quis.”
            Sendo sem dúvida um dos Reis mais importantes da História de Portugal, de facto, D. Dinis, cognominado o Lavrador pelo grande desenvolvimento que deu à agricultura e nomeadamente ao Pinhal de Leiria (Pinhal do Rei) introduzindo o pinheiro bravo como nova espécie, ficou também conhecido como o Rei-Poeta, devido à sua obra literária.
            Foi descoberto em 1990 nos arquivos da Torre do Tombo em Lisboa pelo pesquisador Harvey L. Sharrer da Universidade da Califórnia um antigo pergaminho medieval contendo partes de sete cantigas de amor atribuídas a Dom Dinis.
            Devido à deterioração do pergaminho, conhecido como “Pergaminho Sharrer”, as composições encontram-se fragmentadas e não mencionam autoria, porém, encontram-se também em colectâneas de poesia como o Cancioneiro da Biblioteca Nacional e o Cancioneiro da Vaticana, onde são atribuídas a D. Dinis.

Fonte: http://pt.wikipedia.org
 
Monumento ao Rei D. Dinis e à Rainha Santa Isabel na orla do Pinhal em S. Pedro de Moel

 
In: http://diniztiadeodivelas.blogspot.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...