terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Actividades de sequeiro no Pinhal do Rei

            Essencialmente, esta actividade consistia na recolha do penisco  (semente do pinheiro-bravo) para futuras sementeiras ou comercialização.
            As pinhas verdes provenientes de cortes finais feitos na Mata no ano anterior eram colocadas nas eiras em dias de Sol bastante forte para que pudessem abrir. Depois de estarem bem secas e abertas, trabalhadoras dos Serviços Florestais iam batendo as pinhas umas nas outras até que todo o penisco ficasse fora das pinhas e pudesse ser recolhido.
            O penisco era colocado em sacos e transportado em carros de madeira manuais para armazéns de onde depois seguia para o seu destino final.
            As pinhas secas eram depois vendidas à população.
            Estas actividades de sequeiro foram praticamente extintas a partir de meados dos anos 70 do século XX. No entanto, todos os anos se continuam a ver pinhas nas eiras, embora, em quantidades insignificantes.

Descarregar as pinhas verdes - anos 50 do séc. XX

Bater as pinhas para extrair o penisco - anos 50 do séc. XX

Separação do penisco das pinhas já secas - anos 50 do séc. XX

 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...