sábado, 31 de março de 2012

Os Guardas-Florestais e as tranqueiras

           Em 1857, o Administrador José de Melo Gouveia proibiu, dentro do Pinhal, a circulação de veículos depois do Sol-posto. Para isso mandou colocar tranqueiras (vigas de madeira fechadas a cadeado) em todas as passagens, colocadas pelos guardas ao Pôr-do-Sol e só retiradas ao nascer do dia seguinte.
           De 1920 a 1940, sempre com a população a aumentar, foram abertas novas passagens e construídas novas casas de guarda: Praia da Vieira, Calvos, Formosa, Pilado, Gaeiras, Portela, Rio Tinto, Tromelgo, S. Pedro de Moel, etc.
           Em 1940 existiam 30 casas de guarda.
           Em 1926, a jurisdição das praias de S. Pedro de Moel e da Vieira passou para a Câmara Municipal da Marinha Grande. Foi por isso retirada a tranqueira da Guarda Nova, permitindo a passagem de veículos tanto de dia como de noite mantendo-se, no entanto, a proibição de saída de quaisquer produtos do Pinhal depois do Sol-posto. Em 1969 foi retirada a tranqueira de Água Formosa e, mais tarde, numa evolução natural, as tranqueiras foram sendo eliminadas, tendo sido retiradas definitivamente em 1975 com a liberalização do trânsito dentro do Pinhal.

 
Controlo de carradas à saída do Pinhal em Pedreanes - anos 50 do séc. XX

1 comentário:

  1. Estas coisas do três primeiros quartéis do século XX encantam-me. E as fotos então, nem vale a pena dizer!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...